Beto Soul

Tendo a MPB como berço e a vontade de expor suas impressões sobre a vida
como seu principal mote, nasce o Gema do Mundo.
O primeiro álbum gravado em parceria com o seu parceiro da época, o cantor e
compositor Léo Biá, traz 12 faixas, sendo 10 delas inéditas e compostas pelos
próprios Beto Soul e Léo Biá.
A releitura das músicas, Meninas do Brasil (Moraes Moreira e Fausto Nilo) e
No norte da saudade (Perinho Santana/Moacyr Albuquerque e Gilberto Gil),
fecham as 12 faixas desse primeiro trabalho.
Gravado no Rio de Janeiro entre janeiro e julho de 2002, nos estúdios
Copacabana e Caverna, o álbum contou com a participação de grandes
músicos. Milton Guedes (Sax e Flauta), Fernando Caneca (Guitarras e violões),
Fernando Souza (Baixo), Camilo Mariano (Bateria), Pirulito (Percussão) e o
maestro Julinho Teixeira (Teclados e acordeom) que também assina a
direção/produção musical.
O trabalho ainda contou com coprodução de Milton Manhães.
A fotografia e todo o projeto gráfico tem a assinatura do fotógrafo e designer
Helson Gomes.

  • 01

    Pássaros e anjos

    Pássaros e anjos

    O pássaro libertador que sobrevoou paris
    Recria o jazz e firma os pés no chão com boa raiz
    E sopram sua história a boca e os dedos
    Adora partilhar alguns segredos
    E vai lhe encher a mente de notas e o coração de canções

    O anjo da tv que você vê em meu país
    Partiu para brilhar também no céu da então paris
    E abriu suas asas sobre o mundo inteiro
    E agora sobrevoa o solo brasileiro
    Distribuindo graças aos artistas e aos sonhos dessa nação

    Se houvesse alguma maneira de dizer todo meu amor
    Isso não bastaria pra ser todo pranto todo encanto
    Da alma do ator do sentimento que há nas canções

  • 02

    Dois meninos

    Dois meninos

    Os dois meninos acendem um cigarro além da pista lateral
    Saem sorrindo e correndo sem parar para flutuar na estação
    Será que entrarão no trem? Será que eles têm amor?
    Será que tem alguma dor? Eu sei lá
    Daqui de cima a asa do avião parece roçar meus cabelos
    A luz da lua arregala os olhos meus olhos sempre cheios de desejos
    Será que eles virão a luz da lua ou do farol do trem?
    Será que eles virão alguém? Eu sei lá

    Eu sei a lua sempre brilhará no céu pro bem dos dois meninos
    E ali na linha o trem que levará os dois a um bom destino

    Os dois meninos nem desconfiam que eu os enxergo além do muro
    Suas risadas gargalhadas e pegadas tropeçando em algum futuro
    Será que eles comem bem? Será que cantam uma canção?
    Será que eles são irmãos? Eu sei lá

    Eu sei a lua sempre brilhará no céu pro bem dos dois meninos
    E ali na linha o trem que levará os dois

  • 03

    Linda lua

    Linda lua

    Levantei sem sono baby sem saber o que pensar
    Quantos anos temos baby quanto tempo há de passar
    Sem que você passe por aqui linda lua
    Que sonhos você sonha agora?
    Me diga o quanto o amor demora pra chegar
    Não baby por favor não chore sem que eu antes passe por aí
    E me alegre por te ver sorrir sempre, sempre

    Acordei sozinho hoje pensei até em lhe contar
    Quanta vida eu tenho hoje e quantas mais só pra lhe dar
    Mas você não passa por aqui linda lua
    Que sonhos você sonha agora?
    Me diga o quanto o amor demora pra chegar
    Não baby por favor não chore sem que eu antes passe por aí
    E me alegre por te ver sorrir sempre sem nada pedir

    Levantei sem sono baby
    Quantos anos temos baby
    Acordei sozinho hoje
    Quanta vida eu tenho hoje

  • 04

    Caminhos abertos

    Caminhos abertos

    Os teus passos nossos abraços uns leve demais
    Outros certos sem direção
    E o compasso florescente que nasce da gente
    E parte sorrindo agora para as demais capitais

    Os teus passos nossos abraços uns leve demais
    Outros certos sem direção
    E o compasso florescente que nasce da gente
    E parte sorrindo agora para as demais capitais

    Onde somos apenas partes de um plano de amor
    Por onde quer que eu vá

    Se deixei saudade é melhor nem pensar
    Distrair-me em outro lugar bobagem meu amor

    Se deixei saudade é melhor nem pensar
    Distrair-me em outro lugar coragem meu amor

  • 05

    Irmão sol, irmã lua

    Irmão sol, irmã lua

    Tudo, tudo, tudo tão belo como a luz da lua
    Um sol de brilho amarelo tudo, tudo tão belo
    Tudo, tudo, tudo tão claro como a luz da lua
    Um sol de brilho tão raro tudo, tudo tão claro

    Ah meu Deus, ah meu pai

    Olha com esses olhos tão raros para o “brodinho” sol
    E a “sisterzinha” lua olha vem ver da nossa rua
    Olha com esses olhos aos vivos para luz desses astros
    Grande clã dos amigos olha com esses olhos aos vivos

    Ah meu Deus, ah meu pai

  • 06

    No norte da saudade

    No norte da saudade
     
    Logo cedo pé na estrada
    Pra não ter porém
    Pra não ter noite passada
    Pra não ter ninguém atrás
    Mais ninguém vou pra quem
    Vai me ver noutra cidade
    No norte da saudade que eu vou ver meu bem
    Meu bem, meu bem
    Vai me ver noutra cidade
    No norte da saudade que eu vou ver meu bem
    Meu bem, meu bem

  • 07

    Sinal

    Sinal

    Meu grande amor li meu e-mail pela manhã
    Give me your pleasure today
    Let me feel again today
    Nada acabou lava meus olhos com teu calor
    Línguas e lábios e o amanhã
    Vai renascer com gosto de maçã
    Calor ou frio algodão linha ou lã

    O meu amor mandou-me um sinal
    Que tudo bem e nada mal se a gente encontrar
    Toda beleza e descobrir a nossa estrada e prosseguir
    Pra refazer um bem today
    O meu amor já vai chegar como uma flor
    A perfumar todo jardim, todo jardim, todo jardim

  • 08

    Bem vinda

    Bem vinda

    Só porque eu fiquei feliz você apareceu
    Nunca disse tanto assim
    Acho até que o meu mar enlouqueceu
    Meu pensamento
    Meu pensamento até foi ao seu
    Quem me dera você aqui por um carinho, por um desejo
    Onde tudo fica assim, onde tudo fica lindo
    Como tudo que é feito por amor
    Bem vinda, bem vinda
    Só porque eu fiquei feliz, só porque eu fiquei feliz

  • 09

    Criadeira

    Criadeira

    A cria da criação o mel e o melão
    O fruto é da terra os pés do chão
    Seus lábios navio navegando
    Vem e diz que o segredo é feito de giz

    Beira de rio sombra de jângal
    Puro som criadeira luz de amor carnaval
    Furta-cor na candeia folha do pé bananeira
    Se querer bem é bem melhor

  • 10

    Algum star

    Algum star

    O espirito de um mega star me contou
    Coisas que poderiam acontecer para o mundo ceder
    Tal qual uma flor
    Sem dor sem vingança concordância como amor dessa criança
    Contou falou, falou, falou, falou, falou
    Que aquela linda moça não deve se perder do seu amor
    Seja como for ultrapassar a dor
    Contou, falou, falou, falou, falou, falou aí
    Como é que é você aí e eu aqui
    Ele existe em luz e um dia ei de existir
    Vida para ele também em Aramanaí, aqui ou em Jerusalém
    Contou e não saiu daqui até tudo se concluir
    Cantou brincou se achou no direito de rir
    Deixando amor saudade ele teve que partir de verdade
    Outra localidade talvez fazer outro cantor sorrir em outra cidade
    Outra cidade, outra cidade

  • 11

    Vestida de saudade

    Vestida de saudade

    Saudade que queima o verso de mim
    Por que tanta saudade assim
    Alguém vem me compreender
    Ninguém tem como explicar
    Ninguém por perto ao certo a me acompanhar

    Saudade que queima o verso de mim
    Por que tanta saudade assim
    Ninguém vem me renovar
    Alguém traga algo de novo
    Alguém no meio do povo pra cantar, pra cantar

    E essa saudade em meu peito canta
    E os nós dessa minha garganta
    Só o amor poderá desdar
    Porque eu ainda sou muito moço
    E devo sair do poço assim que o verão chegar

  • 12

    Meninas do brasil

    Meninas do Brasil

    Três meninas do Brasil três corações democratas
    Tem moderna arquitetura ou simpatia mulata
    Como um cinco fosse um trio como um traço um fino fio
    No espaço seresteiro da elétrica cultura

    Deus me faça brasileiro criador e criatura
    Um documento da raça pela graça da mistura
    Do meu corpo em movimento as três graças do Brasil
    Têm a cor da formosura

    Se a beleza não carece de ambição e escravatura
    E a alegria permanece e a mocidade me procura
    Liberdade é quando eu rio na vontade do assobio
    Faço arte com pandeiro matemática e loucura

    REFRÃO

    Serenatas do Brasil, eu serei três serenatas
    Uma é o coração febril a outra é o coração de lata
    A terceira é quando eu crio na canção um desafio
    Entre o abraço do parceiro e um pedaço de amargura

    REFRÃO

    Se eu ganhasse o mundo inteiro, de Amélia a Doralice
    De Emília a Carolina e os mistérios de Clarice
    Se teu nome principia Marina no amor Maria
    Só faria melodias com a beleza das meninas

    REFRÃO

    Quando o povo brasileiro viu Irene dar risada
    Clementina no terreiro restaurando a batucada
    Muito além de um quarto escuro nos olhos da namorada
    Eu sonhava com o futuro das meninas do Brasil

Deezer
Spotify
Facebook
Facebook
YouTube
Instagram